Notícias

Naturatins participa de reunião no exército para discutir o combate aos incêndios florestais

11/09/2020 - Luiz Henrique Machado/Governo do Tocantins

As ações de combate aos incêndios florestais no Tocantins, sob a coordenação do Exército Brasileiro, conjunta com órgãos ambientais e de segurança pública foi o tema principal na reunião realizada na manhã desta sexta-feira, 11. O encontro foi na sede do 22º Batalhão de Infantaria do EB, em Palmas, com participação  do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Corpo de Bombeiros Militar e Defesa Civil Estadual.

Com o Decreto de Garantia da Lei e da Ordem Ambiental (GLO – Ambiental), assinado dia 20 de agosto pela Presidência da República, os combates às queimadas no Tocantins passaram a estar sob a coordenação das Forças Armadas, juntamente com os demais órgãos. Desde a semana passada, o EB já disponibilizou 300 militares para as ações no estado. Todos eles capacitados pela Defesa Civil Estadual como brigadistas.

“A ação das Forças Armadas é complementar ao trabalho das agências, que são quem têm a expertise e são os grandes responsáveis. A gente chega, dá maior visibilidade e apoio”, pontuou o coronel Carlos Nascimento Brusch, comandante do 22º Batalhão de Infantaria.

As demandas diárias serão definidas em reuniões, por vídeo conferência, com a participação dos órgãos, com posterior ações de combate e fiscalização onde for necessário. “Como nas ações mais distantes, em que verificamos neste encontro de hoje, Ilha do Bananal, Parque Estadual do Cantão e terras indígenas, nós executaremos o planejamento mais adequado e de longo prazo, o mais importante é que o Exército está de prontidão permanente”, completou Brusch.

O comandante tratou as ações como integradas, sendo a formação da brigada, ainda no início do mês passado, o primeiro passo. “Vamos atuar por todo o estado do Tocantins”, afirmou o coronel Brusch.

Reforço

A Defesa Civil Estadual é quem lidera as ações do Comitê do Fogo no Tocantins e, segundo o Tenente-Coronel Erisvaldo Alves, coordenador-adjunto, a chegada das Forças Armadas é um importante reforço na linha de trabalho e na integração dos órgãos em combate aos incêndios florestais. “O EB já começou a atuar e agora, a partir desta reunião de hoje, as ações serão expandidas, com a inclusão de mais militares do EB, da Marinha do Brasil e demais agências, em ações de combate e fiscalização”, destacou Alves.

O Corpo de Bombeiros Militar foi representado no evento pelo Tenente-Coronel Cléber José Borges Sobrinho. Também participaram a Polícia Rodoviária Federal, Naturatins, Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Semarh), Defesa Civil Municipal, Secretaria Municipal de Trânsito, Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAER), Polícia Militar, Polícia Militar Ambiental, Agência Brasileira de Informação (ABIN), Prevfogo/IBAMA e FUNAI.