Notícias

Mais de 1000 metros de redes e outros materiais usados em pesca predatória são apreendidos no Cantão

24/07/2020 - Wanja Nóbrega/Governo do Tocantins

Mais de 1.100 metros de redes de diversas malhas foram retirados de rios da região que compõe a Área de Proteção Ambiental (APA) Ilha do Bananal/Cantão, no município de Araguacema. Além das redes, também foram apreendidos outros materiais usados em pesca predatória, como tarrafas, zagaias e arapuca. A apreensão foi feita durante operação de fiscalização para coibir ilícitos praticados contra o meio ambiente, entre os dias 21 e 24.

A operação foi realizada pelos agentes da APA Ilha do Bananal/Cantão, servidores do Parque Estadual do Cantão e do Destacamento de Polícia Militar Ambiental (DPMA) de Cesaera, parceiro do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) em todas as ações fiscalizatórias na região. Os alvos da operação foram o distrito Senhor do Bonfim, Assentamento Santa Clara, Tarumã e os rios Caiapó, Piranha e Araguaia.

A ação de fiscalização foi coordenada pela supervisora da APA Ilha do Bananal/Cantão, Aline Vilarinho. Ela informou que o objetivo foi coibir a pesca predatória, fiscalizar o rio Caipó, no âmbito do acordo de pesca, além de atender a denúncias realizadas através do Linha Verde. “Durante as abordagens, orientamos pescadores amadores e o público em geral sobre a necessidade de possuir licença de pesca amadora e sobre as restrições previstas em legislação”, reforçou a supervisora.

Ainda de acordo com Aline Vilarinho, fiscalizações na APA são rotineiras, sempre com a finalidade de coibir os crimes ambientais. “E nessa época do ano, também reforçamos as orientações em relação ao lixo produzido por eles, que deve ser recolhido e levado de volta para ser descartado da maneira correta fora da APA e também sobre o uso de fogo, principalmente às margens dos rios”, complementa.

Os materiais apreendidos estão retidos na unidade do Naturatins, município de Araguacema. Ninguém foi autuado durante a operação.

Linha Verde

Qualquer cidadão pode fazer denúncias de crimes ambientais de forma anônima e gratuita utilizando os canais do Naturatins. Basta acessar o site naturatins.to.gov.br  e clicar em Linha Verde ou também ligar para o número 0800-63-1155. O sigilo do denunciante é garantido, mas é necessário que seja fornecida a localização e o tipo de ocorrência.