Notícias

Naturatins apreende peixes e material de pesca predatória no entorno de Palmas

16/03/2020 - Wanja Nóbrega/Governo do Tocantins

Agentes do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) apreenderam cerca de 600 metros de redes de pesca, caixas térmicas para armazenamento de peixes, além de 40 quilos de pescado de diversas espécies. A ação de fiscalização foi realizada neste domingo, 15, após o órgão ambiental receber denúncia de que estava ocorrendo pesca predatório no Ribeirão Santa Luzia, afluente do Lago de Palmas.

A ação de fiscalização foi realizada por quatro agentes do Instituto, que percorreram todo o trecho que compreende a Praia das Arnos, Lago Azul, Ribeirão Buritizal e Rancho do Sucupira e Ribeirão Santa Luzia. Não foi lavrado nenhum auto de infração porque os donos do material de pesca fugiram do local ao perceberem a presença dos fiscais.

A equipe fez um termo de recolhimento do material apreendido, que está armazenado no depósito do Naturatins. Já o pescado foi doado para a Casa de Apoio Vera Lúcia Pagani, em Palmas.

Segundo o presidente do Naturatins, Sebastião Albuquerque, o órgão intensificou a fiscalização em vários pontos do Estado, juntamente com órgãos federais, estaduais e municipais parceiros, como forma de coibir a pesca predatória e o transporte de pescado, uma vez que está em vigor a portaria Cota Zero. Com a portaria, que vigora até 2022, está proibido o transporte de qualquer quantidade de peixe, sendo permitido o consumo de até cinco quilos no local onde foi pescado.

Albuquerque lembra que mesmo para quem vai pescar e consumir no local, é necessário ter as devidas licenças emitidas pelo Naturatins. “Durante as ações de fiscalização, os agentes do Órgão aproveitam para realizar trabalho de sensibilização ambiental, ressaltando a obrigatoriedade da carteira para pesca amadora ou profissional, além do manejo adequado dos resíduos provenientes da estada no local da pescaria”, ressalta o presidente.