Notícias

Naturatins realiza monitoramento populacional da tartaruga-da- amazônia

11/09/2019 - Carlos Gomes/Governo do Tocantins

O Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) realizou mais um  monitoramento populacional da Tartaruga - da - Amazônia, dentro do Programa Quelônios da Amazônia (PQA). A operação aconteceu no período de 2 a 6 de setembro, no Parque Estadual do Cantão em parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos  Naturais Renováveis (Ibama).

O monitoramento foi considerado altamente positivo e reafirma o comprometimento dos parceiros no Programa com a constante presença dos Órgãos de fiscalização na região, inibindo a captura de matrizes, protegendo os ninhos e o nascimento dos filhotes garantindo assim, a preservação da espécie.

Durante os cinco dias foram capturados e medidos 50 animais adultos da espécie Podocnemis expansa (Tartaruga - da - Amazônia), principal alvo da operação. Esta atividade foi à primeira etapa do Programa em 2019. Outras ações de monitoramento serão realizadas ainda este ano.

Desenvolvida numa região de confluência de biomas cerrado e floresta amazônica, também conhecida como ecótono, o Programa Quelônios da Amazônia no Tocantins tem como sede, a Unidade Receptiva do Cantão, localizada entre os municípios de Caseara e Pium  a 260 km de Palmas ,região oeste do Estado.

Na vida adulta, a tartaruga - da - Amazônia pode chegar até um metro de comprimento e pesar 60 quilos.

 Paralelo ao trabalho de manejo, os fiscais  abordaram 13 barcos  e  31 pessoas.

Em uma das embarcações, os fiscais encontraram 40 quilos de pescado das mais diversas espécies, sendo que o condutor não possuía registro de pescador profissional. Ele foi multado em R$ 1.100,00. O barco, o motor, uma caixa de isopor e os equipamentos da pescaria foram apreendidos.

O pescado foi doado à Casa de Longa Permanência para Idosos de Santana do Araguaia, no Pará.

A portaria do Naturatins nº 106/2019, dispõe sobre a Cota Zero para transporte de pescado na modalidade pesca esportiva e amadora no Tocantins por um período de três anos, podendo ser prorrogada de acordo com critério do Órgão.

São parceiros neste projeto além do Naturatins e Ibama, a Secretaria Executiva da Governadoria do Estado do Tocantins, o Batalhão  de Polícia Ambiental do Tocantins (BPMA), a Universidade Federal do Tocantins (UFT), Unitins,  Fartura Agropecuária S.A. e também diversas Instituições da administração pública e comércio local.