Notícias

ONG americana visita viveiro de mudas nativas no Parque Estadual do Lajeado

06/06/2019 - Tânia Caldas/Governo do Tocantins

Com o objetivo de conhecer o viveiro de mudas nativas do Cerrado, do Parque Estadual do Lajeado, nesta quarta-feira, 5, estiveram no local, o presidente do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Marcelo Falcão, o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Renato Jayme e o representante da Organização Não Governamental (ONG) americana  8 Billions Trees, Mike Powell.

A visita foi anunciada nesta terça-feira, 4, durante a cerimônia de lançamento da Semana do Meio Ambiente, ocorrida no Palácio Araguaia, ocasião da assinatura de Acordo de Cooperação Técnica entre o Governo do Estado por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos e a ONG.

Para o presidente, Marcelo Falcão, esta é uma oportunidade de restaurar a vegetação nativa em áreas degradadas do estado do Tocantins. “A restauração poderá ocorrer com o uso de mudas nativas produzidas com sementes aqui da região do Lajeado. A nossa preferência é que sejam usadas sementes coletadas dentro da própria unidade de conservação, para se preservar a viabilidade genética das espécies”, enfatizou.

Ao ser informado de que as mudas podem ser transportadas para os locais de maior necessidade de reflorestamento no Estado, Mike Powell, disse ser muito relevante usar a mão de obra local na produção das mudas. “Também cabe a 8 Billions Trees, adquirir os bens e serviços necessários para a execução das atividades e ou projetos relativos à cooperação técnica”, ressaltou.

Atualmente o viveiro de vegetação nativa do Parque do Lajeado, produz espécies como o jatobá, fava de bolota, mirindiba, fava danta, craiba, ypê, dentre outras. A partir de 2019, foi instituído um novo Termo de Compromisso firmado entre o Naturatins e a STCP - Engenharia de Projetos Ltda, para um projeto de recomposição de 133 ha de área do Parque.

Compensação Ambiental

Segundo o gestor do Parque Volnei Martinovski, a construção do viveiro tipo estufa com 3.528 m², teve início em janeiro de 2013, quando foi programada a produção de mudas nativas do cerrado, para recuperação de 82 ha de área degradada no Parque Estadual do Lajeado.

“Para a realização deste projeto foram utilizados cinco funcionários contratados diretamente e mais cerca de 10 indiretamente para o plantio em campo. A contratação ocorreu por meio da empresa transmissora de energia Intesa, afirmou”.

Iniciado em 2012 com a elaboração do Termo de Compromisso, entre o Naturatins e Intesa S/A, o acordo ocorreu em razão de compensação ambiental da linha de transmissão de Colinas do Tocantins a Uruaçu – GO.