Notícias

Brigadistas realizam plantio de mudas nas Unidades de Conservação

27/11/2019 - Tânia Caldas/Governo do Tocantins

Nesta quarta-feira, 27, o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), divulga um balanço das atividades desenvolvidas pelos brigadistas contratados pelo Governo do Estado, para atuarem nas Unidades de Conservação estaduais de Uso Sustentável e Proteção Integral. Além de prevenir e combater os incêndios florestais nas Unidades de Conservação, de responsabilidade do Órgão, os brigadistas também desenvolvem atividades como abertura e manutenção de trilhas e o plantio de mudas nativas do cerrado.

Com a chegada do período chuvoso, os brigadistas da Área de Proteção Ambiental Serra do Lajeado (APASL), têm como prioridade a produção de mudas de espécies nativas para o viveiro da Unidade. Atualmente a produção é de quatro mil mudas, mas a capacidade é de oito mil. As mudas serão utilizadas para reflorestar áreas degradadas, como por exemplo, as nascentes e as margens dos córregos que banham o município de Lajeado.

Segundo a supervisora da APASL, Camilla Muniz, os recursos hídricos da região são as principais fontes de água que abastece Lajeado e o município de Palmas, por isso a importância do plantio, que começou com a coleta das sementes. “Outras ações de relevância referem-se ao Manejo Integrado do Fogo (MIF), previsto para breve. Pois a técnica permite a utilização do fogo no período de umidade, quando poderá queimar o material combustível, no sentido de evitar incêndios de grandes proporções”, disse.

Na região da APA Serra do Lajeado, os brigadistas também realizam ações de Educação Ambiental, quando fazem a sensibilização junto aos produtores rurais para recuperar áreas degradadas. Também abordam temas sobre a caça e a pesca. Inclusive, com a distribuição panfletos com orientação sobre o período de defeso, que iniciou no dia 1º/11/2019 e segue até o dia 29/02/2020.

O supervisor da Área de Proteção Ambiental Lago de Palmas, Abel Andrade reforça que os brigadistas realizam importantes ações de Educação Ambiental a partir do mês de fevereiro, que vão até o mês de abril. “Neste período os brigadistas sensibilizam os produtores rurais, quando esclarecem sobre a importância do Manejo Integrado do Fogo (MIF). Nesta ocasião, eles repassam informações de quais são os meses que a queima está autorizada e quando está suspensa”, argumentou.

Adailton Glória, supervisor do Parque Estadual do Cantão (PEC) disse que os brigadistas são fundamentais no combate ao fogo, mas como na temporada de chuva, não há combate aos incêndios florestais, os profissionais mais qualificados auxilia na condução dos visitantes no Parque. “No momento estamos dando prioridade à reforma das nossas cabanas e ao Projeto Quelônios da Amazônia”, detalhou.

Educação Ambiental 

Volnei Martinovski, supervisor do Parque Estadual do Lajeado (PEL), conta que além de combater os incêndios, na região do Parque, os brigadistas realizam a prevenção quando fazem os aceiros, a limpeza das trilhas de visitação e utilizam o MIF. “Eles também realizam a revitalização das cercas nas divisas e  apoiam o viveiro de mudas para produção e reflorestamento da UC, fazem o acompanhamento das  pesquisas e monitoram a Unidade. Outra ação relevante são as atividade de Educação Ambiental.

O presidente do Naturatins, Sebastião Albuquerque faz um balanço das atividades dos brigadistas. “O combate aos incêndios florestais recebeu apoio das prefeituras e outras instituições parceiras. Com entusiasmo e garra os brigadistas combateram todos os focos de incêndio. Agora com o período de chuva, eles demonstram dedicação no plantio de mudas, na construção e manutenção de trilhas e também no trabalho de Educação Ambiental destinado aos produtores rurais do Estado”, ressaltou.