Notícias

Amazônia Legal pode ter sistema de proteção contra incêndios florestais

20/11/2019 - Alvaro Vallim/Governo do Tocantins

Um dos temas discutidos no Seminário Nacional dos Bombeiros 2019 (SenaBom 2019), realizado entre os dias 12 e 15 deste mês em São Luis (MA), foi a formação do Sistema de Proteção contra Incêndios Florestais na Amazônia Legal. O assunto discutido durante a palestra do Coronel Bombeiro Militar Paulo André Silva Barroso, do Estado do Mato Grosso.

De acordo com o Tenente Coronel BM, Peterson Ornelas, cedido ao Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e que esteve presente ao evento, os debates sobre a implantação deste Sistema de Proteção contra Incêndios Florestais já acontecem há algum tempo e pode se concretizar em breve e trará muitos benefícios aos estados da Amazônia Legal. “A implantação deste sistema é um grande passo na proteção da Amazônia porque permitirá que os estados possam trabalhar juntos e também ter acesso a recursos para aquisição de equipamentos mais modernos e eficientes”, apontou.

Exposição
Paralelamente às palestras, numa área de exposições, os participantes do evento podiam conhecer as novidades tecnológicas de combate a incêndios florestais e urbanos. Peterson Ornelas menciona como exemplo uma bomba de água flutuante, que pode ser colocada num lago e jogar água rapidamente a muitos metros de distância. “Achei interessante a bomba flutuante porque é um modelo que teria utilização muito eficiente no Tocantins, especialmente na área do Parque Estadual do Cantão”, destacou.

Outro item lembrado por Ornelas foi dos equipamentos de proteção individual (EPI) e de combate ao fogo. Roupas com tecidos mais confortáveis e seguros, bombas costais feitas de materiais mais leves e práticos.

Evento
O SenaBom 2019 reuniu Bombeiros de todos os estados do Brasil e discutiu diversos temas, como: Incêndios Florestais, Resgate e Salvamento das Vítimas de Brumadinho, o caso da Boate Kiss, Incêndios Urbanos e Suicídio, dentre outros.