Notícias

Oficina visa criar Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental Lago de Palmas

06/11/2018 - Tânia Caldas/Governo do Estado

Com o objetivo de elaborar o Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental (APA) Lago de Palmas, localizada no Distrito de Luzimangues, município de Porto Nacional, o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), juntamente com representantes do Consórcio Con & Sea promoveram nesta terça-feira, 6, uma oficina no auditório da Instituição.

Esta é a primeira oficina que faz parte de uma consultoria do Programa de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável  (PDRIS), que visa atualizar e elaborar diretrizes de gestão e Plano de Manejo, com base em instrumentos de gestão territorial, e do incremento na análise e aprovação do Cadastro Ambiental Rural (CAR).

O Contrato terá como proposta o fortalecimento da gestão de quatro Áreas de Proteção Ambiental (APAs), sendo além da APA Lago de Palmas, as APAs Serra do Lajeado, Ilha do Bananal/Cantão e Foz do Rio Santa Tereza, todas as unidades de conservação geridas pelo Naturatins.

Durante a oficina, o engenheiro agrônomo Ramaiana Ribeiro e a engenheira química, Ana Rosa Figueiredo, ambos também consultores, organizaram grupos com os participantes que são moradores, empresários e representantes de produtores rurais que tem alguma atividade na APA, ocasião que levantaram diversas demandas locais.

O encontro também recebeu a presença do vice-presidente do Naturatins, Antonio Marcos Barreto, que deu as boas-vindas e desejou um bom trabalho ao grupo. “Espero que essa atividade seja produtiva e que alcance o sucesso almejado, no sentido de termos a preservação da rica biodiversidade do lugar e o desenvolvimento econômico daquela região”, declarou.

Segundo o consultor, Ramaiana a intenção da oficina é levantar junto aos participantes sejam moradores ou pessoas que têm algum tipo de atividade na APA e também com os técnicos do Naturatins, a vivência deles. “Vamos ouvir os atores próximos da realidade local. E depois apresentar propostas para o Plano de Manejo da APA”, explicou o consultor.

Abel Andrade, responsável pela APA Lago de Palmas, apresentou aos presentes como é realizada a gestão da Unidade de Conservação e ressaltou. “Após estas discussões com os representantes da APA, pessoas que estão vivendo o dia a dia no local, será implementada uma proposta e posteriormente  o Plano de Manejo, que irá oferecer subsídios relevantes para a gestão da APA”, apontou.

Reserva legal

O presidente da Associação da APA, Francisco Tadeu Jardim enfatizou que a APA Lago de Palmas, tem muitas particularidades como área urbana e um distrito industrial, que poderá vir a ser um dos maiores do Estado. “A oficina vai nos proporcionar formalizar ações já avançadas pelo Naturatins. A iniciativa é favorável para aliar a conservação que inclui todas as áreas de reserva legal, ao desenvolvimento da região”, destacou.

O biólogo e fiscal do contrato, Fábio Gamba, explicou que o mapeamento das APAs foram realizados pela consultoria da empresa Codex Remoto e disse que agora os trabalhos serão de reunir os representantes das quatro APAs em oficinas. “Amanhã, quarta-feira, teremos uma oficina com membros da APA Serra do Lajeado. No dia 12, será a vez de reunir representantes da APA Ilha do Bananal/Cantão e no dia 19, a oficina será com representantes da APA Foz do Rio Santa Tereza”, adiantou.

A oficina contou com a participação de empresários, membro da Associação de Micro Produtores Rurais do Projeto de Assentamento (PA) Capivara, morador do setor Móia, representantes da prefeitura de Porto Nacional, Secretária de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Seagro) e técnicos do Naturatins.