Notícias

Regional de Araguaína apreende material predatório em fiscalização

30/01/2018 - Tânia Caldas / Governo do Tocantins

Fiscais ambientais que atuam na Regional do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) do município de Araguaína realizaram uma operação de fiscalização e orientação, a qual foi finalizada nesta segunda-feira, 29. A ação também ocorreu no sábado, 27 e domingo, 28, quando foram apreendidos cerca quatro mil metros de redes de malhas diversas.

A operação que se concentrou nos municípios de Xambioá, Araguanã, região do Garimpinho e Pontão, nas margens do Rio Araguaia, Rio Lontra e Rio Murici teve como objetivo coibir a pesca durante o período da piracema.

Segundo o fiscal ambiental Patrick Dias da Silva, durante os trabalhos foram abordados diversos ribeirinhos, que foram orientados sobre a relevância do período de defeso. “Também ressaltamos a importância deles contribuírem com o aumento do estoque pesqueiro em nosso Estado. Outro assunto abordado foi a portaria do Naturatins nº 377, de 23 de outubro de 2017 e suas consequências”, enfatizou.

Além da fiscalização, a operação teve como finalidade promover ações de conscientização dos pescadores profissionais, amadores e ribeirinhos, compreendidos pela unidade regional de Araguaína, buscando assim, garantir o período de desova das espécies da fauna aquática, com o intuito de coibir a pesca predatória.

Piracema

A desova dos peixes (piracema), também conhecida como defeso, ocorre no período entre os entre os meses de novembro e fevereiro. Tal fenômeno é fundamental para a preservação e para que haja abundância de peixes nas águas de rios e lagoas. Neste período fica proibida a pesca, a fim de se evitar a captura e para que sejam preservadas as espécies aquáticas.

 

 

Compartilhe esta notícia