Notícias

APA Serra do Lajeado reúne com integrantes do projeto parque aquícola

29/01/2018 - Tânia Caldas/Governo do Tocantins

Na última sexta-feira, 26, a equipe técnica do escritório da Área de Proteção Ambiental da Serra do Lajeado (APSL), unidade gerida pelo Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) promoveu uma reunião com os pescadores do Parque Aquícola Miracema-Lajeado, localizado no Lago da Usina Hidrelétrica Luiz Eduardo Magalhães.  O encontro teve como finalidade definir os rumos do Parque para 2018, além da busca de parcerias para a regularização da área e ampliação da atividade.

Durante a reunião também foi abordada a importância de se criar alternativas de manutenção de renda durante o período de defeso, um dos objetivos do Parque Aquícola, que é assegurar à manutenção da renda as famílias.

“Porque há casos de na mesma família ter três, quatro pescadores, mas apenas um deles ser cadastrado na Colônia de Pescadores e quando chega a piracema, apenas um recebe o benefício. Por essa razão os ribeirinhos têm investido nesta modalidade”, assegurou Camilla Oliveira Muniz, supervisora da APSL.

A gerente conta que atualmente são 12 tanque-redes de propriedades de sete cessionários diferentes. Para este ano a intenção é trabalhar para aumentar a quantidade de tanques e colocar todos cessionários trabalhando neste sistema, adianta.

Para o decorrer de 2018, os pescadores já estão preparando 3.500 alevinos para soltar nos tanque-redes. A produção comercial teve início em 2014, com a criação de tambaqui. Hoje, além desta espécie também comercializam a piabanha e caranha. Também estão iniciando a compra de alevinos de piau.

O Parque Aquícola é um Programa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, antigo Ministério da Pesca. No caso dos produtores de peixe inseridos no projeto Parque Aquícola Miracema-Lajeado, eles desenvolvem o projeto de comercialização no período de oito meses a um ano, dependendo da espécie e do desenvolvimento.

Tanque-rede

O projeto é assistido pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) e incentivado pelo Naturatins, através da APASL, que auxilia na busca de informações e soluções de conflitos, além de orientar quanto à questão ambiental dentro e fora dos limites do Parque.  “Por serem pessoas muito simples e moradoras aqui da região, nós da APASL, sempre estamos auxiliando esses ribeirinhos que estão inseridos dentro da APA, que hoje utilizam esse sistema de tanque-rede para sobreviver”.

Para a supervisora da APASL, esta é uma alternativa muito boa, porque mesmo no período de defeso, quando há a reprodução dos peixes, a população tem o peixe fresco na mesa. Ela adianta também que é possível ter esta opção o ano todo, sem influenciar o meio ambiente.

Jeanio Lopes Abreu representante dos cessionários do Parque Aquícola Miracema-Lajeado e faz parte da Colônia de Pescadores de Miracema/Tocantínea, disse que ficou muito feliz com o apoio do Naturatins. “Nós estamos sempre necessitando de conhecimento, o aprendizado é fundamental para nossa área. Precisamos também de pesquisa e dos órgãos públicos perto de nós, para ouvir as nossas demandas”, ressaltou.

 

 

Compartilhe esta notícia