Notícias

Monaf recebe visita acadêmica de geologia da Universidade da Amazônia

14/07/2017 - Cleide Veloso/Governo do Tocantins

A temporada de férias vem, cada vez mais, inspirando o público a buscar o contato com a tranquilidade e as belezas da natureza que existe no Tocantins. O Monumento Natural de Árvores Fossilizadas (Monaf) é uma das unidades de conservação do Estado que tem recebido bastante visita e nesta semana, a unidade de conservação recebeu mais um dos grupos acadêmicos que tem agendado visita às suas instalações.

Na quarta-feira, 7, acadêmicos do Curso de Geologia da Universidade da Amazônia (Unama), pólo Alcindo Cacela, sediada no estado de Belém – PA, foram recebidos pela equipe técnica do Monaf, unidade ambiental de responsabilidade do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), para conhecer o afloramento de fósseis vegetais Andradina.

De acordo com informações do supervisor do Monaf, Hermísio Alecrim Aires, o grupo acadêmico de geologia e professores da Unama foram acompanhados e orientados com técnicas de observação de matéria fóssil e receberam treinamento com atividades de mapeamento de campo.

Aires destacou que considera expressivo o crescente volume do público visitante ao Monaf. “No primeiro semestre deste ano, já registramos a visita de 450 pessoas, em sua grande maioria, grupos de universidades, de escolas de ensino médio e fundamental, tanto públicas como privadas. É gratificante para a equipe do Monaf esse contato com estudantes e professores de diversas áreas do conhecimento”, comentou o supervisor.

Aires destacou que considera expressivo o crescente volume do público visitante ao Monaf. “No primeiro semestre deste ano, já registramos a visita de 450 pessoas, em sua grande maioria, grupos de universidades, de escolas de ensino médio e fundamental, tanto públicas como privadas. É gratificante para a equipe do Monaf esse contato com estudantes e professores de diversas áreas do conhecimento”, comentou o supervisor.

Interessados no agendamento de visitas podem entrar em contato de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, por meio do telefone (63) 3391-1034 ou ainda via e-mail mnaf@naturatins.to.gov.br.

Monaf-TO

O Monumento Natural de Árvores Fossilizadas foi criado pela Lei 1.179/2000 e possui uma área de 32 mil hectares de cerrado, sendo considerada a mais completa floresta fossilizada do mundo, localizada no distrito de Bielândia a aproximadamente 438km de distância de Palmas, capital do Tocantins, via TO-010  e a TO-022. No seu acervo natural de floresta que viveu no Período Permiano da Era Paleozóica, entre 250 e 295 milhões de anos, entre os principais fósseis encontrados na unidade se destaca as samambaias arborescentes.

Compartilhe esta notícia