Notícias

Seminário Internacional sobre Manejo Integrado do Fogo tem participação do Naturatins

07/12/2017 - Tânia Caldas / Governo do Tocantins

Nesta quinta-feira, 7, o engenheiro  Ambiental e inspetor de Recursos Naturais do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Maurício José Alexandre de Araújo, apresentou o balanço do Seminário Internacional sobre Manejo Integrado do Fogo (MIF) - Resultados do Projeto Cerrado Jalapão, ocorrido em Brasília, no período de 21 a 23 de novembro. O encontro teve por objetivo apresentar os resultados e realizar o fechamento do Projeto. O evento contou com apresentações de diversos palestrantes nacionais e internacionais.

Durante a programação aconteceram apresentações de resultados das instituições participantes do Projeto como o Ministério de Meio Ambiente (MMA), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Universidade de Brasília (UNB), Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh),  Instituto de Desenvolvimento Rural do Estado do Tocantins (Ruraltins), do Naturatins dentre outras.

Com o tema: Resultados do Projeto: Experiências no Estado do Tocantins, o servidor do Naturatins, Maurício Araújo ministrou palestra quando realizou um balanço do MIF e dos resultados do Projeto Cerrado Jalapão nas Unidades de Conservação do Estado do Tocantins.

 O engenheiro ambiental contou que atualmente o MIF ou pelo menos elementos do MIF foram testados e/ou adotados nas quatro Unidades de Conservação de Proteção Integral, como nos Parques Estaduais do Jalapão, Lajeado e Cantão e no Monumento Natural das Árvores Fossilizadas (MONAF). Ele indicou que as referidas ações também alcançaram outras duas Unidades de Conservação de Uso Sustentável, que são respectivamente as APAs Ilha do Bananal/Cantão e Jalapão.

“Nas UCs, locais onde o MIF foi testado, em alguns casos foram verificados resultados satisfatórios e convincentes já no primeiro ano de experiência. No caso do MONAF, onde o MIF foi experimentado apenas no ano de 2017, foi verificado grande êxito, visto que as ocorrências de fogo aconteceram de acordo com o planejado, ou seja, com queimadas controladas e sem episódios de incêndios”, relatou.

O inspetor de Recursos Naturais fez uma avaliação positiva do MIF no Tocantins, esclareceu que devido o Estado estar envolvido no Projeto desde o início, na sua fase piloto, com experiências consolidadas no Parque e na APA do Jalapão, “hoje em termos de conhecimento e experiência com MIF, o  Tocantins é uma referência entre os estados da federação, estando ao lado de    instituições federais como o IBAMA, ICMBio e MMA”, concluiu .

De acordo com a supervisora de Gestão da APA do Jalapão, Rejane Ferreira Nunes,  uma das participantes do Seminário, um  dos temas importantes do Projeto foi a integração das diferentes instituições juntas, nacional e internacional em prol do tema fogo e também a quebra de paradigma em relação ao fogo. “O Projeto trouxe uma nova abordagem, novo conceito, uma forma holística, foi um ‘divisor de águas’. O fogo é importante para o sustento das comunidades e para sobrevivência das plantas no Cerrado, além de prevenir os incêndios florestais", sustentou.

Participação e Execução

Do Naturatins, participaram do seminário o vice-presidente, Edson Cabral, o diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas Gilberto Iris, o diretor de Proteção e Qualidade Ambiental Aldaíres Pacheco, além de mais 10 servidores do Órgão. A maioria composta por gestores de Unidades de Conservação ou representantes dessas Unidades, além de dois representantes de municípios, sendo o prefeito da cidade de São Félix, além de representante da prefeitura de Mateiros e ainda convidados do Naturatins.

O diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do Naturatins, Gilberto Iris, destacou “o Naturatins encerra com alto grau de execução na cooperação técnica e financeira do Projeto Cerrado Jalapão. O Tocantins ganhou ricas experiências com a prática do Projeto no Estado”, frisou.

 

Compartilhe esta notícia