Notícias

Projeto do Tocantins será apresentado em seminário e fórum internacional de unidades de conservação

10/11/2017 - Cleide Veloso/Governo do Tocantins

Nos dias 27 a 29 de novembro, o projeto 'Diálogos e interação social como instrumentos de fortalecimento da implementação do Parque Estadual do Jalapão (PEJ)' será apresentado no III Seminário de Boas Práticas na Gestão em Unidades de Conservação e I Fórum Internacional de Parcerias na Gestão de Unidades de Conservação, em Brasília.  Com essa proposta o Tocantins foi selecionado a uma das dez vagas reservadas para participação de servidores dos estados, modalidade que terá a participação de representantes de Minas Gerais, Santa Catarina, Ceará, Acre, Pará e Rio de Janeiro.

Devido a qualidade dos projetos apresentados, nesta edição, a Comissão Avaliadora selecionou 11 propostas, além das 35 vagas divulgadas no edital, totalizando 46 trabalhos para a apresentação oral. Outras 21 propostas também serão publicadas na revista do evento, que ao todo trará a publicação de 67 boas práticas.

No Tocantins, o projeto submetido pela inspetora de Recursos Naturais da Assessoria Técnica de Planejamento (Astep) do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e especialista em Administração de Manejo de Unidades de Conservação, Angélica Beatriz Corrêa Gonçalves, junto com a supervisora da APA do Jalapão, Rejane Ferreira Nunes foi aprovado no processo de seleção dos projetos que serão apresentados no evento. Na ocasião, a supervisora será representada pela repórter Fotográfica da Área de Proteção Ambiental do Jalapão (APA do Jalapão), Julyane Cabral da Costa durante a exposição do projeto.

O seminário e o fórum tem o objetivo comum de valorizar e estimular o diálogo a partir da divulgação de boas práticas de gestão com parcerias que colaboram de forma articulada e coordenada para a implementação das Unidades de Conservação e  consolidação do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC). Esse encontro tem a perspectiva de gerar o compartilhamento de experiências e aprendizados entre servidores públicos, parceiros e a sociedade em geral, com vistas na ampliação da escala de sua ação, promovendo discussões e reflexões para melhorias resultadas deste intercâmbio.

A especialista em Manejo de Unidades de Conservação, Angélica Beatriz, explicou que o projeto proposto vai evidenciar a experiência de gestão das unidades Parque Estadual e Área de Proteção Ambiental do Jalapão. "O projeto traz a divulgação de experiências já executadas que obtiveram resultados muito significativos para a instituição e para a comunidade local, dentro do programa que envolveu o Parque Estadual e também a APA do Jalapão, com destaque para o método do diálogo, onde todas as atividades e ações foram trabalhadas com muita participação comunitária”, enfatizou a Beatriz que complementou.

“Nesse contexto, dois pontos se destacaram nos resultados obtidos, o primeiro foi a instituição da Rede Jalapão, que se formou a partir do envolvimento de moradores do entorno do Parque, ou seja, residentes da APA, famílias agroextrativistas que se envolveram na conservação do Cerrado, com o beneficiamento de matérias primas para desenvolvimento de produtos e geração de renda familiar. Além do desenvolvimento de capacitações técnicas, intercâmbios, treinamentos, criação de logomarcas e divulgação com apoio de parceiros e instituições. Além do Naturatins e da Rede houveram instituições que financiaram etapas do projeto; outras doaram seu tempo e conhecimento, como universidades e Ongs. E o segundo foi o fortalecimento do Conselho Gestor dando exemplos de como desenvolver juntos, instituições, redes de ensino, redes de pesquisa, que traz uma expertise diferenciada na gestão de unidades de conservação", concluiu Beatriz.

Evento

A programação e outras informações estão disponíveis na página oficial do evento ava.icmbio.gov.br/mod/page/view.php?id=22. Essa iniciativa conta com a parceria do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPE), Gordon and Betty Moore Foundation, Projeto Desenvolvimento de Parcerias Ambientais Público-Privadas apoiado pelo Banco Interameriano para o Desenvolvimento (BID), Caixa e Instituto Brasileiro de Administração Municipal (Ibam), Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ) e outros parceiros. (Com informações Ascom/ICMBio)

Compartilhe esta notícia