Notícias

Abreulândia recebe equipe de implantação do Fórum Municipal do Lixo e Cidadania

03/10/2017 - Cleide Veloso/Governo do Tocantins

Nesta segunda-feira, 2, educadoras ambientais do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) se reuniram com representantes de segmentos no município de Abreulândia para implantação do Fórum Municipal do Lixo e Cidadania. Além do prefeito, vereadores e secretários municipais, agentes de endemias e de saúde, servidores da limpeza, educadores e religiosos participaram do encontro.

No município, a secretária de Meio Ambiente, Suelma Cristina Neves, junto com o representante do Conselho de Meio Ambiente Mateus, Evangelista Ribeiro assumiu a coordenação do Fórum.

Hoje, terça-feira, 3, as educadoras do Naturatins que levam o plano de implantação do Fórum aos municípios serão recebidas pelos representantes das comunidades de Dois Irmãos  e amanhã quarta-feira, 4 estarão ministrando as oficinas de reciclagem, sabonete artesanal e práticas ecológicas, bem como de vigilante voluntário.

O superintendente de Gestão Ambiental do Naturatins, Natal Cesar Castro, falou da implantação do Fórum Municipal. "O Fórum do Lixo e Cidadania é mais uma política pública do meio ambiente, do Governo do Tocantins, através do Naturatins, cujo o objetivo principal é mobilizar as associações de catadores, secretarias do meio ambiente, infraestrutura que está lidando no dia, com o recolhimento do lixo, buscando alternativas de fazer com que os aterros sanitários tenham uma vida útil mais prolongada, com a equipe de catadores recolhendo o material que pode ser reciclado, como plástico, papelão e também a questão da compostagem", relatou Castro, que ainda esclareceu.

"Muito lixo orgânico pode estar sendo trabalhado, diminuindo a quantidade de lixo que vai aos aterros. Se nós trabalharmos a conscientização e incentivarmos os catadores à coleta de lixo seletiva, ela ajuda muito a vida útil dos aterros sanitários, porque você deixa de levar para lá o papelão, a garrafa pet e todos os plásticos, o pneu que pode também trabalhar artesanatos e também a questão do lixo orgânico que podemos trabalhar a compostagem", reforçou o superintendente Natal Cesar, concluindo.

"Então o órgão ambiental estará levando essas ações à todos os municípios, dentro das suas limitações. A intenção nossa é atingir todo o Estado, todos os municípios, mas a gente depende de dotação orçamentária. Mas o que estiver ao nosso alcance será feito, não só na cidade de Abreulândia, mas nas demais cidades", assegurou.

A educadora ambiental do Naturatins, Nelma Souza Mota, falou da visita em Abreulândia. "A parceria entre órgão e município tem sido muito importante, nesse apoio ao município, porque as vezes, eles tem toda uma estrutura, catadores, veículos adequados, mas receber uma orientação específica de um órgão ambiental como o Naturatins é de grande importância para o município e prova disso são as parcerias, a procura dos municípios para implantar o Fórum do Lixo e Cidadania", relatou Mota, complementando.

"E eu enquanto educadora, me sinto assim, honrada por fazer parte da equipe de educadores Ambientais do Naturatins, porque a procura tem sido muito grande, o interesse por parte dos gestores atuais e a preocupação com as questões dos resíduos sólidos", concluiu a educadora Nelma Mota.

Fórum Municipal

A secretária de Meio Ambiente de Abreulândia, Suelma Cristina Neves, "Essas ações vão nos ajudar bastante a conscientizar os moradores sobre a questão do lixo, melhorar a atitude sobre a limpeza da nossa cidade, que está precisando bastante, com a parceria da Secretaria de Saúde, de Educação e dos seguimentos religiosos", comentou.  

A coordenadora de Meio Ambiente, Marina Carvalho falou da importância para o município. "O Fórum é muito importante, porque ele faz o seu participante pensar, refletir sobre a situação do lixo e trazer para sua realidade, promove a discussão entre o poder público e a organização civil do município a discutir qual o problema e as possíveis soluções para aquele problema, até chegar num plano de ação", pontuou a Carvalho, que reiterou.

"Então o Fórum promove essa discussão e é imprescindível que isso aconteça, porque a população junto com o poder público, os dois tem que estar ciente do problema, que ele precisa ser resolvido e as formas como isso vai acontecer. Então o Fórum é muito importante porque ele traz isso para a população", resumiu.

Na próxima semana, está previsto o retorno da equipe de educadores ambientais ao município de Abreulândia para iniciar a implantação do Protocolo do Fogo.

Compartilhe esta notícia